Hashioka e sua maneira medíocre de se despedir do poder

Recebi um convite da assessoria de imprensa do senhor prefeito municipal, Roberto Hashioka Soler, que considero de uma mediocridade a toda prova.

programaO convite versa sobre nós, da imprensa, o acompanhar nas visitas, que ele fará as suas “obras”.

Creio que, o senhor prefeito perdeu o senso do ridículo. Que obras a serem visitadas senhor Hashioka? Pergunto ao senhor!

Vossa Excelência, um excelente enganador, digo e afirmo. Senão sejamos: um bom gestor reconhecido, por sinal, por órgãos públicos de renome. Mas a que preço, pergunto ao senhor prefeito e, eu mesmo o respondo: arrochando o salário dos servidores municipais; aumentando absurdamente o IPTU e o ITR. Bom gestor, isso não se discute, mas péssimo administrador. Já que não podemos confundir “gestor” com “administrador”.

Fico aqui pensando com meus “botões”: como pode um bom administrador (que ele se julga ser e, nós deste Blog de Opinião e o Jornal D’oeste, iremos desmistificar essa estória nos próximos 4 anos. Isso mesmo, estórias e não história), ao deixar cerca de 20 obras lançadas e outra inacabadas há mais de 10 anos, e por isso mesmo ser considerado um “excelente prefeito”.

Foi de fato um bom prefeito, no primeiro e no segundo mandado, mas péssimo neste seu terceiro.

Então, como pode o senhor prefeito ter a “cara de pau”, de convidar a imprensa a visitar suas “obras”. Que obras senhor prefeito? Quer enganar a quem? Ao senhor próprio, ou imaginar que estará enganando a nossa gente, os cidadãos de Nova Andradina!

Creio ser está mais uma estupidez de sua medíocre administração, para tentar de todas as formas encobrir seu nefasto governo.

E, digo mais: essa “obras” inacabadas, como no caso da Praça Brasil, fotografada por nós hoje, um domingo, será como uma espécie do “Aquário”, do ex-governador André Puccinelli, que o senhor tantas vezes criticou.

Essa uma obra que deveria ter sido inaugurada no aniversário de Nova Andradina, no próximo dia 20 de Dezembro, quando nossa cidade comemora mais um aniversário. Nem isso Vossa Excelência conseguiu concluir, mas lá estão enterrados cerca de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais), enquanto isso falta remédios básicos na Rede Municipal de Saúde, mas não faltou dinheiro para ser enterrado nas obras inacabadas, como essa da Praça Brasil entre tantas outras que serão “visitadas”.

Vossa Excelência deveria ter um mínimo de decência e, de bom senso, deixando de lado essas estorinhas de percorrer obras inacabadas, isso só comprovará a população a sua ineficiência.

Creio que o senhor prefeito esqueceu que perdeu as eleições, e que, agora, tenta de todas as formas afirmar que continua sendo o maioral.

Um lembrete: Rei Posto Rei Morto.

Bom começo de semana à todos!

praca
Praça Brasil, o “esqueletão” que Hashioka quer mostrar a imprensa, como sendo uma de suas “obras primas”.

Essa é a nossa principal praça pública, a “Praça Brasil”, que o prefeito Roberto Hashioka “fuça” há mais de 2 anos e que será uma espécie de nosso “Aquário”. Esta e outros “esqueletos”, serão herdadas pelo futuro prefeito, que apesar de não ser uma construção prioritária, terá que ser concluídas pelo próximo Governo Municipal.

Hashioka consumiu cerca de R$ 3.000.000,00 (três milhões) nesta obra inacabada da Praça Brasil, enquanto isso falta medicamentos e até seringas descartáveis para aplicação de vacinas em crianças nos postos de saúde, como denunciou recentemente uma cidadã nas redes sociais.

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *